DOUTOR CARNEIRO

O mago da autodestruição é um
espírito de porco agridoce

     Nascido no início do século passado na fronteira entre a Romênia e a Polônia – apesar dos dois países não fazerem fronteira entre si – e mineiro de coração – apesar de nunca ter sequer ouvido falar no Brasil e muito menos nas Minas Gerais –, Mijlatworsky Bratlogrunewald, mais conhecido por Doutor Carneiro, foi um gênio em seu tempo. Profundo estudioso do comportamento humano, sempre demonstrou uma visão ampla e muito aberta da questão. Repare em sua foto. Veja como cada olho é virado para um lado. Isso o capacitou a enxergar o complexo emaranhado de nossa psique de uma maneira mais abrangente, mais completa e menos obtusa. Provavelmente enxergava tudo dobrado, o que lhe conferia tremenda segurança na hora de defender suas idéias, já que contava sempre com uma segunda opinião.

     Porém, Doutor Carneiro (chamado assim por exercer a medicina sem diploma e ter cara de bode) era um talento incompreendido. Suas idéias, seus métodos e seu chulé jamais foram aceitos pela sociedade retrógrada da época. Vilipendiado injustamente, foi chamado de vagabundo, estelionatário, malfeitor, mentiroso, escroque, desprezível, ladrãozinho sem-vergonha, maligno, ordinário, bobo, besta, chato, velhaco, tratante, patife, espertalhão, estúpido, devasso, impudico, lascivo, coco mole, libertino, perverso, malnascido, cobarde, maria-vai-com-as-outras, meliante, vesgo do caralho, mal-educado, bandido de merda, traiçoeiro, facínora e bunda caída.

TRAUMATISMO UCRANIANO

     A pergunta que se faz, porém, quando se fala em Doutor Carneiro é: o que teria ocorrido em sua vida para transformá-lo nesta figura tão amarga e destrutiva? Ele nasceu assim ou foi algum fato desagradável que detonou o processo? Dizem alguns de seus biógrafos que o divisor de águas na vida deste célebre cientista ocorreu em sua infância, na tenra idade de 13 anos, quando foi com seus pais morar na Ucrânia. Há controvérsias e fatos não comprovados de que ali ele conheceu a frustração, recebendo um duro golpe emocional quando viu sua mãe, a quem ele venerava, tirando meleca do nariz. Aquilo foi insuportável para ele. Um efeito devastador em sua psique. Uma dor que nunca passou. A partir dali sua vida virou do avesso. Nunca mais confiou em nada nem em ninguém, transformando-se num desencantado, num incrédulo, num chato. E, como chovia muito na Ucrânia, um chato de galochas.

     Aos 41 anos estava acuado, infeliz, devendo para todo mundo e ainda por cima sem comer ninguém. Foi aí que ele tentou se matar dando um tiro em si mesmo. Cinco vezes. E falhou em todas elas. Tudo por culpa de sua conhecida falta de pontaria. No final, conseguiu o que tanto queria: foi preso e condenado à forca por ter matado cinco pessoas (a pontaria ruim, lembra?).

ESPÍRITO DE LUZ NEGRA

     Hoje, sem ter um corpo físico para se auto-mutilar, usa e abusa da paciência, do corpo, do computador, do toner e do papel de Henrique Szklo, em quem incorpora para escrever seus extraordinários e incomparáveis livros. Uma prova definitiva de que o talento nunca morre. E, pelo que afirmam as pessoas que já testemunharam a incorporação, nem o chulé.

Veja os livros do Doutor Carneiro


QUEM É:
Max
Dr. Carneiro
Itzhak
Sarah
Henrique
Thomas
Tzvi
Êsquilo
Ópera Bufa
Você




OPERABUFEX:
mande esta
página pra
alguém que
não tem nada
pra fazer!
© 2004-2010 Ópera Bufa Editora - Todos os direitos reservados